Exclusivo

Propaganda espanhola onde padre incentiva uso de camisinha gera polêmica na Espanha

O governo espanhol lançou, na semana internacional de luta contra a AIDS, uma campanha publicitária intitulada ‘Bendita a camisinha que tira a AIDS do mundo’. O objetivo do governo era que com esta campanha, os espanhóis utilizassem os preservativos em larga escala.

A grande questão é o conteúdo abordado pelo anúncio. Trata-se de um padre utilizando a hóstia e logo em seguida, com uma camisinha na mão. Imediatamente, as vozes da Igreja se levantaram contrárias às idéias expostas.



A pedido do Blog Desburocratizando, o renomado historiador, Prof. Dr. André Leonardo Chevitarese (UFRJ), analisou esta campanha em uma visão crítica levando em consideração os ideais da Igreja Católica, além de outras experiências religiosas.

‘Olhando essa peça publicitária, de imediato, ela pareceria ofensiva, contendo, até mesmo, pitadas de vilipendio a fé de milhões e milhões de católicos disseminados pelo mundo. Outros grupos de cristãos e de muitas outras experiências religiosas poderiam se solidarizar aos católicos, aumentando significativamente o mal-estar causado por esse tipo de campanha que usa (ou sugere o uso de) símbolos religiosos para comunicar uma idéia.

Na parte superior, um rosto humano e mãos ritualisticamente reunidas, sugerindo uma espécie de gestual sagrado, segurando uma camisinha branca, que mais parece uma hóstia consagrada. Uma frase acompanha esse quadro: Toma Medidas (Tome uma medida); na parte inferior, o mesmo rosto humano e mãos que agora seguram uma camisinha de cor avermelhada, seguida do verbo: Úsalo (Use-o).

Ao considerar os elementos e signos contidos nessas duas imagens, não há como não se lembrar das posições da Igreja Católica quanto ao uso de preservativos nas relações sexuais. Contudo, se essa polêmica parece saltar os olhos, pelo que ela traz de explícito, um olhar mais atento, sugere um diálogo extremamente original, cujo cerne é a vida: o católico, ao comungar, enchesse-se de vida, pois recebe o próprio Cristo ressuscitado; ao mesmo tempo, todo aquele que usa camisinha também se enche de vida, pois está protegendo não apenas a si mesmo, mas o seu próprio parceiro de todo um conjunto de doenças sexualmente transmitidas’.

10 comentários:

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:15

É uma falta de respeito aos preceitos da Igreja Católica

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:18

um absurdo

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:22

se fosse contra os mulçumanos, a repercussão seria maior e iriam ficar indignados.

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:25

O Vaticano precisa tomar as providências cabíveis. A Hóstia é o Corpo de Cristo.

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:32

90% da sociedade espanhola é católica e eles fazem uma campanha contra os preceitos da Igreja Católica?

Péssima jogada de marketing

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:40

O problema não é apenas a Igreja Católica e sim, a falta de respeito com a fé de milhares de cristãos.

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:46

e a pessoas que morrem com AIDS? Tem que usar camisinha sim e tb fazer propaganda.

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 11:48

Desrespeito é a morte de milhões de pessoas.

Anônimo | 27 de dezembro de 2010 14:11

Sou a favor do uso da camisinha, mas acho essa campanha um desrespeito com a fé de milhões de cristãos.

Anônimo | 28 de dezembro de 2010 10:12

Concordo em gênero, nº e grau com o Prof. Chevitarese

Postar um comentário