Exclusivo

A Missa da Restauração
Vitor Orlando Gagliardo - jornalista
govitor@yahoo.com.br


Uma prova de fé! Essa é a frase que mais explica a Missa da Restauração, celebrada pelo Pe. Gleuson Gomes, da Paróquia Sangue de Cristo, no Rio de Janeiro, que vem atraindo mais de mil pessoas por celebração, em busca de cura e libertação. A missa é longa, em média três horas, e ocorre sempre na primeira quarta-feira e no terceiro sábado do mês. O ponto alto é o momento que o sacerdote percorre por toda paróquia com o Santíssimo. Pessoas, vinda de todo o município, se emocionam, se ajoelham, levam fotos, carteiras de trabalho e, muitas vezes, um coração machucado. No fim, iluminados pelo Espírito Santo, as pessoas encontram consolo na volta para seus lares. “Ela é uma missa como todas as outras, porém ela possibilita um tempo mais tranqüilo para a pessoa se colocar e ao mesmo tempo serem conduzidas e direcionadas pelo sacerdote ao momento profundo de cura e libertação espiritual”, afirma Pe. Gleuson.
1. Quando o senhor percebeu que tinha vocação para ser sacerdote?
Aos sete anos, quando estava sendo preparado para receber o Sagrado Batismo. Tive a graça de ouvir uma catequista apaixonada por Jesus Cristo, uma religiosa de muitas virtudes, muitas riquezas e que falava de Jesus com o coração muito empolgado, muito motivador. Ali, eu descobri quando ela falava sobre o sacramento da Ordem, quando ela apresentava o mistério do sacerdócio, sobre a possibilidade de um homem ser a presença de Cristo para as pessoas. Foi nesse momento que percebi o toque de Deus.

2. Fale um pouco sobre seu trabalho evangelizador com a música.
A música sempre me acompanhou. Ainda como seminarista, eu já era chamado para pregações, palestras, retiros e encontros. Sempre percebi que a música era uma sensibilidade particular que Deus me concedeu, para facilitar que a Palavra chegasse mais acessível ao coração das pessoas. A música tem esse poder de atrair, de ir ao coração nas áreas mais delicadas das pessoas. Quando era muito novo, ainda no seminário, eu percebi que ela era uma força motivadora em meu ministério, que estava se plasmando aos poucos. Sem dúvida, o trabalho foi amadurecendo ficando mais enriquecido, seja pela experiência com outros cantores, com outros Ministros de Música, seja com as experiências suscitadas por Deus que nasceram em momentos de oração.

3. Explique um pouco mais sobre a Missa da Restauração.
Ela nasceu simplesmente do desejo de ter um tempo maior para direcionar as nossas preces, às nossas intenções para essas necessidades de cura e libertação. Ela é uma missa como todas as outras, porém ela possibilita um tempo mais tranqüilo para a pessoa se colocar e ao mesmo tempo serem conduzidas e direcionadas pelo sacerdote ao momento profundo de cura e libertação espiritual.

4. O momento mais especial é na parte final quando o Santíssimo passa por toda a Paróquia. As pessoas realmente acreditam. Trazem fotos, carteiras de trabalho e toda a sua fé. Fale um pouco sobre esse momento.
A Eucaristia é um milagre. Jesus presente de corpo, sangue, alma e divindade. Onde ele toca, a graça acontece. Ocorre uma diversidade enorme, pois nós não podemos limitar as ações de Deus. Muitas vezes, esse passar do Santíssimo, o momento da Consagração, a pregação da Palavra, tudo aquilo que é um meio para Jesus se aproximar das pessoas, de tocá-las o coração, pode ter um resultado inesperado, um milagre. É isso o que acontece. Na verdade, as pessoas abrem os olhos, vêem seus corações arderem como os discípulos de Emaús. Vivem uma experiência muito forte, muito especial, trazem tudo que pode ser uma expressão de sua família, de seus amigos, das pessoas que estão ali desejosas e muitas vezes colocam uma expectativa na força das nossas orações. Os retratos, as roupas, os objetos, muitas vezes, expressam o desejo do coração dessas pessoas de trazerem as pessoas que amam. É um momento muito lindo. Tem sido um momento forte onde as pessoas se colocam mais próximas de Jesus e percebem a riqueza da presença Dele.

5. A Missão da Restauração faz parte do Movimento Carismático?

A Renovação carismática católica é um movimento muito expressivo dentro da Igreja que vem caminhando por um bom tempo e em como objetivo difundir a experiência da efusão do Espírito Santo com toda a riqueza dos carismas e, sem dúvida, vai sendo uma força para motivar o sacerdote em suas comunidades para experiências adversas e uma destas, iniciativas, movidos por essa espiritualidade que vem através da alegria, de uma expressão intensa dos cantos, das orações espontâneas, faz que as pessoas se sintam mais próximas de Deus, mais vivas na fé. Todas essas iniciativas são bem vindas e estão dentro do contexto que o movimento carismático propôs ao coração da Igreja. A Missa da Restauração é uma dessas expressões para chegar aos corações das pessoas.

6. O senhor pode deixar uma mensagem aos nossos leitores?
Nada é por acaso. Hoje é o dia de Nossa Senhora de Fátima. Uma aparição que tomou o coração do mundo. Há expressões muito bonitas de amor à Maria em muitas culturas. Hoje, de maneira muito especial, através da aparição de Nossa Senhora de Fátima, Ela, portadora de uma mensagem reforçando a falas de seu filho, Jesus, no Evangelho. Um pedido de paz, um pedido que as nossas orações se intensifiquem, que cessem as guerras, que cessem as violências. Eu acredito que tudo o que o mundo e o coração do homem precisam experimentar é um encontro pessoal com Jesus Cristo. Esse encontro pode transformar uma vida e pode ser ponte para transformar muitas outras vidas. É nisso que eu acredito. É isso que faz meu sacerdócio. Isso que faz a expressão de cada celebração que me coloco a vivenciar. É sem dúvida, o grande presente que a humanidade precisa redescobrir a cada dia: o encontro com Jesus torna um coração completamente novo.


Testemunhos:
"Começamos a participar da Missa da Restauração em 2008 e encontramos um novo significado sobre o que é viver como um autêntico católico. Realmente, fez mudança na nossa vivência na Igreja, pois o fervor e a adoração que brota na celebração, traduz muito do que os primeiros cristãos experimentavam ao ouvir os Evangelhos e ter a presença de Jesus como o Salvador. Para nós, foi um renascer na fé, onde a presença do Padre Gleuson Gomes, como intercessor e orientador da Palavra, traz uma visão mais ampla e instrutiva dos Sacramentos na Igreja Católica. É triste ver muitos se dizerem católicos e não buscarem entender a riqueza dos mandamentos e dos rituais de sua própria religião".
Fernando S.

“As missas de Restauração que acontecem na Paróquia Sangue de Cristo são verdadeiras bençãos. São missas de grande importância na minha vida. Pude perceber a presença do Espírito Santo, e ver as pessoas se deixando envolver. Nossa comunidade, com certeza, está mais fortalecida. Eu, particularmente, não consigo ficar da mesma forma quando o Santíssimo se aproxima um pouco mais de mim. Uma emoção muito forte me invade. Meu coração palpita de felicidade. Um calor passa pelo rosto e percebo nitidamente que algo muito bom acontece. Passada a emoção mais forte do momento, vem uma sensação de paz, que traz tranquilidade em minha vida.
Cristiane Valladares Nunes Saldanha

Informações:
Paróquia Sangue de Cristo
Rua Adalberto Aranha, 48, Tijuca - Rio de Janeiro
(21)2288.7149
www.paroquiasanguedecristo.org.br

1 comentários:

Suely | 29 de maio de 2010 20:52

Parabéns por esta reportagem!
A Missa da Restauração na Paróquia Sangue de Cristo, é uma benção!
A gente não sabe se a Igreja subiu ou se o céu desceu!
Nossa vida mudou!
Fraternal abraço,
Suely e Dadá

Postar um comentário