Exclusivo

“Não procuro par ideal”

Ela está presente todos os dias nos veículos de comunicação, seja na internet, TV, impresso ou rádio. Pode ser por um trabalho ou por uma simples ida a praia. Independente dos motivos, a atriz e modelo Nana Gouvêa está lá presente. Em uma entrevista exclusiva ao Blog Desburocatizando, ela falou sobre sua vida particular, seu início de carreira e sobre trabalhos. “Hoje sou focada em conquistar espaço na minha carreira de atriz. Nada me interessa e inspira mais”, afirma.



1. Você é formada em TV e Cinema pela Faculdade da Cidade, mas começou sua carreira bem antes, como modelo aos dez anos. Como você entrou para o mundo da moda?
Quando eu tinha 10 para 11 anos de idade, um amigo da família pediu à minha mãe que eu gravasse um comercial de Natal da Jogê Meias, uma cadeia de lojas de lingerie. Ela me levou ao estúdio e a partir desse comercial, muitas pessoas do ramo me chamaram pra fazer muitos trabalhos. Isso se tornou parte da minha vida.

2. Além de iniciar com o trabalho cedo, você se casou aos dezesseis anos e com dezoito já tinha duas filhas. Você amadureceu rápido, não é mesmo?

Sim, foi isso mesmo. Sempre fui mais adulta/madura que as pessoas da minha idade. E sou até hoje. Considero que isso tenha se dado pelo fato começar a ter e cumprir com responsabilidades como horário, trabalho, estudo, viagens sozinha e tudo mais muito cedo.

3. Sendo atriz, você fez trabalhos em minisséries e programas de televisão. Tem algum personagem que você queira interpretar?

Sim, muitos. Hoje sou focada em conquistar espaço na minha carreira de atriz. Nada me interessa e inspira mais. Eu amaria trabalhar em filmes de fantasia hollywoodianos e drama também.

4. Todos os dias saem notícias suas nos principais veículos de informação sobre sua vida profissional e sobre sua beleza. O que gostaria de saber é: se você escrevesse sua biografia, como você se definiria?


Como uma pessoa que luta diariamente com muita alegria, amor no coração, respeito ao próximo, força, disposição e coragem pela sua sobrevivência num mundo hostil, hipócrita, preconceituoso, nepotista, formado por pessoas em sua maioria despreparadas pra suas funções e muito medrosas de abrir espaço ao novo, ao que surpreende, ao que pode ser melhor elas próprias. Me considero alguém que acredita que tudo pode ser sempre melhor, e será, e por isso faço tudo que posso pra ver as coisas melhorarem.


5. Em seu Twitter você já expôs que está difícil encontrar o par ideal. Qual a maior dificuldade?
Não procuro par ideal. Em meu Twitter apenas brinco com a minha solteirice. Esse é meu estado civil definitivo. Sou casada com meu trabalho e minha família. Na verdade, já tenho minha família estabelecida. Sou eu e minhas filhas. Isso já é suficiente e muito bom.

6. Sua imagem e seus trabalhos estão muito atribuídos a sua beleza. Esse é um estereótipo que te incomoda?

De jeito nenhum, ter beleza é o que quase a totalidade das pessoas do planeta desejam ter. Eu tenho e sou satisfeita por ter. Ser belo é qualidade, não é defeito.

7. Qual a sua ligação com o Carnaval?

Hoje, nenhuma.


8 . Em 2011, quais são os seus projetos de vida e profissionais?

Não tenho nem faço projetos. O que eu tenho é profissão. Sou atriz. Portanto, estou à disposição da TV Globo para ser escalada a qualquer momento. Assim como de diretores e produtores de elenco de qualquer produção de dramaturgia em qualquer lugar do mundo. Os projetos são deles ... eu só recebo as propostas e aceito ou não. Começo hoje a fazer a leitura de uma comédia Grega com estréia prevista pra março chamada Lisístrata, de Aristófanes. Bem, na vida pessoal, mais do em qualquer coisa na vida definitivamente, não acredito em "projetos"... sinceramente.

3 comentários:

Anônimo | 1 de março de 2011 15:33

Muito bom conhecer esse outro lado da Nana. Parabéns!!!!!!

Anônimo | 1 de março de 2011 15:34

eu sou o seu par me ideal ... rsrsrs

Anônimo | 1 de março de 2011 16:06

vc é muito linda!!!!

Postar um comentário