Exclusivo

Técnica + Garra = Fernando Meligeni


Ele nasceu na Argentina e veio para o Brasil com apenas quatro anos de idade. Rivalidades à parte, Fernando Meligeni marcou seu nome na história do tênis brasileiro. O Fininho, como é conhecido, sempre demonstrou além de grande técnica, raça e garra para vencer seus jogos. E esse amor pelo esporte ele teve desde criança. “Eu comecei a jogar pequeno e tive muita sorte de ter o Nunes como meu primeiro treinador. Ele me ensinou a respeitar o esporte e a jogar com amor”, disse.



1. Você, Jaime Oncins e Gustavo Kuerten foram os grandes nomes do tênis brasileiro nos últimos anos. Quem você destaca no atual cenário nacional?

Hoje, o Bellucci é o tenista mais importante do momento, Ele vem conseguindo bons resultados.

2. Como você define a estrutura de nosso país para o tênis?

Ainda não podemos dizer que temos uma estrutura. Temos mais uma ajuda aos jogadores. A estrutura é a mesma de anos atrás.

3. Uma de suas maiores características sempre foi a entrega nos jogos, a vontade de vencer e o prazer de estar em quadra. Quando surgiu este interesse pelo tênis?

Eu comecei a jogar pequeno e tive muita sorte de ter o Nunes como meu primeiro treinador. Ele me ensinou a respeitar o esporte e a jogar com amor.

4. Você em entrevistas e em seu blog já citou diversas vezes a importância de Maria Esther Bueno para o esporte, não só brasileiro, mas mundial. Você acredita que o Brasil não preserva seus ídolos?

Acho que o ídolo tem que aparecer e dar as caras. É normal novas caras aparecerem e as pessoas esquecerem os antigos. Por isso, o ídolo tem que estar presente. A Maria não é diferente. Ela ficou sumida por muito tempo. Agora vem aparecendo mais.

5. Federer ou Nadal?

Federer como tenista, mas eu gosto mais de ver o Nadal jogar.

6. Qual o seu jogo mais memorável?

O mais importante foi contra o Rios no no Pan. Agora, o melhor, com certeza, foi a vitória contra o Sampras, em Roma, em 99.

7. Conte um pouco mais sobre seus atuais projetos.

Venho fazendo festivais de tênis pelo Brasil. Faço em média 35 eventos de tênis por ano. São jogos de exibição, clínicas de tênis, palestras e outras coisas para divulgar mais o esporte. Meu blog também me absorve um bom tempo por dia. Meu livro é outro lindo projeto.

4 comentários:

Anônimo | 8 de fevereiro de 2011 15:01

um exemplo de garra e técnica. Parabéns por todas alegrias no esporte.

Anônimo | 8 de fevereiro de 2011 16:14

sou fã do Meligeni principalmente pela garra e a vontade de vencer

Anônimo | 8 de fevereiro de 2011 16:31

dá-lhe Fininho

Anônimo | 9 de fevereiro de 2011 10:29

obrigado por toda sua contribuição ao esporte

Postar um comentário