Exclusivo

Um fio de esperança


É curioso como à vida apronta conosco. Desde Outubro, faço um trabalho de divulgação, juntamente com minha noiva (Fatima) e com o casal Ricardo e Ana Paula, da Pastoral Social da Paróquia Sangue de Cristo, no Rio de Janeiro. São aproximadamente 50 assistidos que recebem como auxílio uma cesta básica. Trata-se de um trabalho complexo que funciona graças a um grupo de voluntários, coordenados pela Rita e pelo Dauglis, e com as doações dos paroquianos.

Resumida a história, neste pouco tempo de trabalho, tive a oportunidade conhecer um pouco dessas famílias. E uma, especificamente, me chamou a atenção. Milena dos Santos Silva, tem apenas quatorze anos e já disputou três finais do concurso de redação da Academia Brasileira de Letras (ABL). Infelizmente, não conseguiu o prêmio oferecido, mas conseguiu algo mais: a maturidade.



Milena estuda em uma escola pública e sonha se tornar uma jornalista esportiva. Ela começou a escrever ainda bem nova para os trabalhos da escola. Diário? Não, ela não gosta. “Já tentei um diário, mas não deu certo, pois fico com sono”, disse aos risos. O assunto que ela mais gosta é futebol. “Gosto de escrever quando estou ansiosa ou quando estou triste. Escrever me tranqüiliza. Quando estou feliz não me concentro”, afirma.

De acordo com Severina Francisca dos Santos, mãe de Milena, a menina é “doce, carinhosa, meiga, amiga com o irmão e que conversa muito comigo. Sempre foi a melhor aluna da sala, superando todas as adversidades”. A mãe quer que Milena se empenhe na escola. “Quero que ela siga os estudos e não pense em bobagens. Eu não tive muito estudo, mas quero que ela tenha todas as oportunidades”.

As duas são inseparáveis e mostram o quanto é possível a amizade de mãe e filha. Elas possuem lutas diárias, mas estão sempre com um sorriso no rosto e coma esperança de dias melhores.

Com a autorização da Milena e de sua mãe, a partir da próxima semana serão divulgados os textos que foram para as finais do concurso da ABL.

1 comentários:

Anônimo | 10 de janeiro de 2011 10:08

bela história

Postar um comentário